Sexta-feira, 22 de Abril de 2016

A Democracia Brasileira corre perigo

I

Imagem extraída do blog: cardosinho.blogr.br

 

Por: Belarmino Mariano Neto

 

A democracia é um direito internacional e deve ser defendida permanentemente. Quando a democracia é ameaçada em qualquer parte do mundo, será preciso denunciarmos, lutarmos para que ela seja restituída. A democracia é tão líquida quanto a água e tão invisível quanto o ar que respiramos, mas sem ela corremos o sério risco da barbárie, da ditadura e da tirania. Ou seja a democracia é um direito fundamental dos humanos. Ela nos projeta para uma cidadania plena, para um estado de liberdade e de opinião, que nenhum outro sistema possibilitaria.

As elites dominantes em nosso país, colocaram em curso um processo de golpe aos anseios democráticos do nosso país, tentando implantar uma crise política e de quebra da governabilidade da atual presidenta Dilma Rousseff. O Deputado Eduardo Cunha, réu no STF, presidiu um escandaloso e demorado ritual de votação contra o governo da presidenta Dilma. Ficou claro que existe na vida política brasileira um grupo de políticos corruptos que abandonaram qualquer principio de razão, ética ou de democracia e se agruparam em um grande bloco de ataques as conquistas históricas do povo brasileiro, entre elas, o direito democrático.

Como estamos percebendo com a reação internacional, o golpe contra a democracia brasileira poderá marcar profundamente a história recente do nosso país. Imagem extraída do portal: redemundonoticias.com "Diversos líderes da América Latina têm se manifestado contra a iminência de um golpe no Brasil. Por trás das campanhas midiáticas a favor do impeachment de Dilma e da prisão do ex-presidente Lula, ganha força a tese de uma articulação de interesses estrangeiros com movimentos de direita para desestabilizar governos de esquerda no continente.

Um muro no Uruguai foi pichado com as frases "Não ao golpe no Brasil" e "Dilma Resiste" Na sexta-feira (18), o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, defendeu a continuidade da Operação Lava Jato, mas reiterou que não há fundamento jurídico para tirar a presidenta Dilma Rousseff do cargo. Segundo ele, a líder da nação demonstra, pelo contrário, um claro compromisso com a transparência institucional e com a defesa dos ganhos sociais alcançados pelo país na última década. (www.redemundonoticias.com)

A Rede Mundo Noticias, destacou a reação de governos dos seguintes países: Uruguai, Bolívia, Venezuela, Equador, Argentina,entre outros, todos contrários e conscientes de que se encontra em curso, no Brasil uma tentativa midiático-jurídica e política de golpe que afeta profundamente aos princípios democráticos em toda a América Latina.

 

 

Imagem extraída do blog: vermelho.org.br

Esse painel com uma imagem do jogador Sócrates, com uma faixa na testa om a palavra"Democracia" e a frase "No Coup in Brazil" foi exporta no dia 17 de abril em um jogo do Liverpool em que torcedores protestaram contra o golpe. Esses são alguns exemplos de reações internacionais em defesa da democracia brasileira. No parlamento português, “O impeachment resolve algum problema dos problemas de corrupção no Brasil?” O assunto roda o mundo depois da patética votação de domingo no Congresso Federal.

A deputada do Bloco de Esquerda de Portugal Joana Mortágua faz seu pronunciamento: “o impeachment é a vitória da corrupção (...) de uma direita conservadora que viu uma oportunidade para assaltar o poder. ” Repercussão internacional sobre o vergonhoso golpe do bloco de direita, contra a democracia. Vergonhoso, pois os partidos ditos democráticos, que deveriam defender a democracia, abandonaram os seus princípios e ideologias, para alimentar o ódio, a vingança e abafar os atos de corrupção de mais de 60% do Congresso Nacional (Vídeo Ninja).

Imagem extraída do blog: vermelho.org.br

 

Na Itália, em Roma, um grupo de brasileiros, argentinos e italianos se reuniram e fizeram um protesto contra o golpe no Brasil. Assim como na Itália, esse fenômeno aconteceu em dezenas de países em que existe grande presença de brasileiros. Demostração de que a sociedade esta atenta contra os desmandos do poder legislativo. Também em New York e em Lisboa, Estudantes e pesquisadores protestaram contra a presença de lideranças Tucanas que foram falar sobre o processo de Impeachment, com cartazes e gritos de ordem de: #NãoVaiTerGolpe e #VaiTerLuta!

Rafael Pops, 37, um dos manifestantes na porta da casa de Antonio Patriota, em Nova York, à espera da presidente Dilma Rousseff que viajou para discursar na ONU

Imagem extraída do portal da folha de são paulo online, 22 de abril de 206.

 

Nesse momento, a direita e extrema-direita ficou muito preocupada com a ida da presidenta Dilma para os Estados Unidos, e como representante do Brasil no Fórum Climático da ONU poderia expor a atual situação política do Brasil, simplesmente porque a imprensa internacional já se deu conta dos riscos em que esta passando a vida democrática no Brasil.

Todo o mundo já percebeu que o Congresso Nacional vem usando dois pesos e duas medidas para tratar de temas polêmicos como impedimento da presidente Dilma e não cassação de Eduardo Cunha e mais umas duas centenas de deputados envolvidos em corrupção. A reação internacional é clara e todos já perceberam que tanto a mídia burguesa, quanto o poder jurídico, até certo ponto, contribuem em favor desse golpe contra a democracia nacional.

A direita golpista com o aval do STF, implantou um processo de impeachment contra Dilma e ela, em New York poderá esclarecer melhor esse golpe, com declarações dirigidas para todo o mundo, de dentro da reunião da ONU. Mas a presidente optou por acreditar que o povo brasileiro será capaz de derrotar os golpistas e optou diplomaticamente em falar diretamente sobre o golpe contra a democracia.

Os arautos do golpe, Michel Temer, Eduardo Cunha, Jair Bolsonaro, Aécio Neves, etc., com o claro silêncio do STF, passaram esses dias tentando intimidar a presidenta, com declarações jocosas de que ela não deve expor o Brasil e seus problemas domésticos de crise política para o mundo. Ou seja, sabem muito bem que estão sendo observados pelas instituições internacionais e latino-americanas, em relação aos seus atos de proteção a corrupção e perseguição aos direitos democráticos de mais de 54 milhões de pessoas, que elegeram Dilma Rousseff como presidente do Brasil para o seu segundo mandato. Nesse sentido, vale perguntarmos:

O que é Democracia? O que tem haver a democracia brasileira com a democracia para o resto do mundo?

Fiz questão de ir até o portal da Embaixada dos Estados Unidos da América, no Brasil e encontrei que: "A Democracia origina-se do grego, Demos (povo), Katria (poder) assim, é o povo que detém o poder soberano sobre os poderes Legislativo e Executivo (sobre o governo)". No portal ainda aparecem alguns princípios essências para a ideia de democracia:

1) Democracia é o governo no qual o poder e a responsabilidade cívica são exercidos por todos os cidadãos, diretamente ou através dos seus representantes livremente eleitos. Democracia é um conjunto de princípios e práticas que protegem a liberdade humana; é a institucionalização da liberdade.

2) A democracia baseia-se nos princípios do governo da maioria associados aos direitos individuais e das minorias. Todas as democracias, embora respeitem a vontade da maioria, protegem escrupulosamente os direitos fundamentais dos indivíduos e das minorias.

3) As democracias protegem de governos centrais muito poderosos e fazem a descentralização do governo a nível regional e local, entendendo que o governo local deve ser tão acessível e receptivo às pessoas quanto possível.

4) As democracias entendem que uma das suas principais funções é proteger direitos humanos fundamentais como a liberdade de expressão e de religião; o direito a proteção legal igual; e a oportunidade de organizar e participar plenamente na vida política, econômica e cultural da sociedade.

5) As democracias conduzem regularmente eleições livres e justas, abertas a todos os cidadãos. As eleições numa democracia não podem ser fachadas atrás das quais se escondem ditadores ou um partido único, mas verdadeiras competições pelo apoio do povo.

6) A democracia sujeita os governos ao Estado de Direito e assegura que todos os cidadãos recebam a mesma proteção legal e que os seus direitos sejam protegidos pelo sistema judiciário. As democracias são diversificadas, refletindo a vida política, social e cultural de cada país.

7) As democracias baseiam-se em princípios fundamentais e não em práticas uniformes. Os cidadãos numa democracia não têm apenas direitos, têm o dever de participar no sistema político que, por seu lado, protege os seus direitos e as suas liberdades.

8) As sociedades democráticas estão empenhadas nos valores da tolerância, da cooperação e do compromisso. As democracias reconhecem que chegar a um consenso requer compromisso e que isto nem sempre é realizável. Nas palavras de Mahatma Gandhi, “a intolerância é em si uma forma de violência e um obstáculo ao desenvolvimento do verdadeiro espírito democrático” (http://www.embaixada-americana.org.br/democracia/what.htm).

 

Imagem extraída do portal: marchaverde.com.br

Essa imagem reflete o quanto a justiça brasileira se cega para um dos lados do processo intitulado como "Operação Lava-Jato", pois centenas de deputados e senadores de partidos como: DEM, PMDB, PSDB, PP, PTB e de outros partidos que estão citados como diretamente envolvidos nesse esquema de corrupção, mas não são nem si quer intimados para serem ouvidos. Poderia ter buscado os princípios fundamentais da democracia em qualquer outro lugar. Poderia ter vasculhado o conceito de democracia em todas as cartas programáticas dos mais de 30 partidos existentes no Brasil. Destaquei aqui apenas os partidos que possuem o (D) de democracia em suas siglas: 1) DEM, PDT, PMDB, PSD, PSDB, PSDC. Tirando o PDT desse bloco, pois apenas seis deputados, traíram a orientação do partido em relação a implantação formal do golpe contra a democracia brasileira, os quais já foram expulsos da legenda.

Todos esses partidos, apresentam no resumo de sua ideologia, um compromisso direto com os princípios democráticos. isso mesmo, com esses princípios sugeridos acima. Pior ainda, alguns como o DEM, apresenta como linha ideológica central a Democracia, atrelada ao liberalismo clássico. Mas as práticas políticas desse partido são as piores que se possa imaginar, pois seus membros usam as esferas do poder, por onde passam para extrair vantagens, com implicações diretas contra os interesses sociais e públicos. O partido não respeita a coisa pública e seus membros de renome nacional, sempre aparecem em escândalos de corrupção. o Partido é um dos articuladores do atual golpe contra os princípios democráticos.

Se vistarmos o portal do PSDB, a situação é mais grave ainda, pois o partido apresenta em sua ideologia um nítido compromisso ideológico com a Social Democracia, aos moldes de partidos social-democratas da Europa Ocidental. Ideologia que na Europa significam partidos de centro-esquerda, em defesa de políticas públicas que beneficiem toda a sociedade.

Na prática, o PSDB brasileiro, esta muito mais para um partido de direita á extrema direita, com práticas conservadoras, neoliberais e de ataque direto as conquistas dos trabalhadores. Podemos afirmar que o partido adota políticas de repressão aos movimentos sociais e é um dos principais articuladores do golpe contra a democracia em sua fase atual. Basta lembrarmos a tentativa de fechamento de escolas públicas em São Paulo e desvio de dinheiro que deveria ser usado para a compra de merenda escolar, no governo tucano de Alckimin (PSDB/SP); ou da violência contra os professores e servidores públicos, no governo paranaense de Beto Richa (PSDB/PR). Imagens extraídas das redes sociais.

O PMDB, que veio de um Movimento em defesa da democracia brasileira (MDB), em épocas da Ditadura Militar, parece que aprendeu todos os caminhos do golpismo e das traições políticas. O partido perdeu completamente a ideia de defesa dos princípios democráticos que estão como letra morta em seu estatuo. Tornou-se um partido fisiologista, em que seus membros parecem cafetões do poder, sempre na sombra, sempre nos acordos espúrios, aplicando da melhor maneira possível a lei da vantagem (Lei de Gérson). Isso mesmo, aquela propaganda do cigarro vila rica, em que o Jogador Gérson, dizia: -"Gosto de levar vantagem em tudo, certo?".

Esse é o PMDB, que não tem mais nenhum compromisso com a democracia. o Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, réu no STF por crime de corrupção, decoro parlamentar e outros, sempre diz: -"Os tempos são outros". O Michel Temer (Vice-Presidente), conspira contra o seu próprio governo em plena luz do dia. Ele é o presidente desse partido e usa seu poder para acordos com os demais partidos de direita,

O PSD é uma fragmento do PSDB e do PMDB, além de outros deputados e senadores corruptos que não aguentavam mais ficar na oposição aos sucessivos governos do PT, então, juntou-se um grupo de deputados e senadores para fundarem esse novo partido, para pegarem alguns ministérios e secretarias especiais além da direção de algumas estatais do governo federal. Ou seja, o PSDB encontrou um jeitinho de entrar no governo federal através de um partido aparentemente novo. Na verdade o PSD é o PSDB sem o B. Todos os seus importantes nomes, já foram do PSDB, ou de partidos que são da mesma base.

O (D) de Democracia desse partido também é letra morta, pois além do golpista é também representado por traições. O PSD fazia parte do governo Dilma até as vésperas da abertura do impeachment, mas foi para a seção da Câmara e votou contra o governo do qual fazia parte. Alguns poucos deputados, preferiram seguir a sua própria consciência e/ou a manutenção dos seus cargos e vendo que o golpe já havia passado, votaram não. Uma boa manobra, tipica de traições.

O PSDC, tem o (D) de democrata em sua sigla, mas na verdade não tem nada de democrático. É um partido de extrema direita, defensor de um cristianismo evangélico conservador, de extrema direita, completamente comprometido com politicas sexistas, homofóbicas e neoliberais. Um partido extremamente conservador, que chega ao extremo de defender práticas antidemocráticas e militaristas que afrontam as liberdades individuais. Um partido também comprometido com o golpismo oportunista.

Dito Isso poderíamos listar uma horda de partidos golpistas que abandonaram as suas ideologias, entre eles o PTB, PTN, PV, PSB, PSC, PTdoB, PTC, PHS, REDE, SD, PPS, PR, PRB,PRTB, PROS, PP, PMB, PMN, PEN. Quase todos esses partidos se encontram entre aqueles que se consideram trabalhistas, liberais, neoliberais, cristãos, e até socialistas, mais que na prática atenderam ao chamariz dos grandes partidos a serviço do Golpe. Na prática, os líderes desses partidos falam em democracia e liberdade, mas vivem como oportunistas, de migalhas dos grandes partidos de oposição ou em cargos dentro do governo e na hora H votam pela conveniência do momento e/ou pelas melhores vantagens futuras.

O único bloco que se manteve coerente em relação aos princípios democráticos foram o PSOL, PCdoB, PT e parte do PDT. Na soma, alguns parlamentares, mesmo contrariando a posição dos seus dirigentes, também votaram contra o golpe. Acreditamos que muito mais por interesses em cargos e vantagens pessoais do que por uma ideologia e compreensão da importância da Democracia.

O PSOL e o PCdoB, mantiveram um posição firme e coerente com o rege os seus estatutos. A defesa da Democracia como um princípio programático e pragmático para os partidos de esquerda. Mesmo existindo uma diferença fundamental entre os dois partidos, pois o PCdoB, faz parte do governo, enquanto que o PSOL é um partido de oposição de esquerda ao governo, mas seus seis deputados foram extremamente valentes em suas posições, demonstrando que não estavam defendendo os erros do governos, pois exigiam o rigoroso processo de investigação para os atos de corrupção, mas votaram #NaoaoGolpe! pois se tratava de um golpe contra a democracia brasileira.

O PSOL reafirmou a sua posição em defesa dos interesses da classe trabalhadora, contra os projetos de Terciarização, de Ajuste Fiscal, de Reforma previdenciária que tira direitos e de políticas sexistas, homofóbicas e de ataque aos direitos das mulheres, dos negros, indígenas e em defesa da reforma agrária.

 

Imagem extraída do blog: paraalemdocerebro.blogspot.com

 

Imagem extraída de mst.org.br

 

Golpistas da direita conservadora, aprendam com essa mulher chamada Democracia, respeitem essa mulher chamada Democracia, pois ela representa um ponto civilizador entre a tirania e a barbárie. Respeitem a Democracia pois ela se nega a viver na prisão dos hipócritas e derrotados. Querem espaço na política respeitem as regras do jogo. Se organizem para convencer o povo, convençam de que são capazes de representar o povo. Respeitem o voto popular, a vontade de escolha da população, respeitem as regras da democracia, pois na atualidade não existe espaço para o golpismo barato em que as elites de direita acham que ainda vivem na década de 60, acobertados por potências capitalistas e por forças armadas leais aos interesses de entreguistas. Os tempos são outros e com eles estamos exercitando a sociedade da informação e de exposição pública do contraditório, em favor da verdade dos fatos, as mentiras não se sustentam por muito tempo e farsistas, golpistas, corruptos não passarão!

 

VIDEOS SOBRE O GOLPE:

 

Fontes:

http://olharesgeograficos.blogs.sapo.pt/geografia-cultural-e-teorias-liberais-8201 http://www.infoescola.com/curiosidades/lei-de-gerson/ http://www.embaixada-americana.org.br/democracia/what.htm http://guarabira50graus.blogspot.com.br/2016/03/a-democracia-nossa-de-cada-dia.html http://www.redemundonoticias.com/#!Am%C3%A9rica-Latina-se-levanta-contra-o-golpe-no-Brasil/cjds/56f35f2e0cf26be41bd899e9 http://cardosinho.blog.br/politica/torcedores-do-liverpool-protestam-contra-golpe-no-brasil/ http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/04/1763586-dilma-e-recebida-em-nova-york-com-protesto-contra-impeachment.shtml

publicado por olharesgeograficos às 22:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A Democracia Brasileira c...

. Destruição do Rio Doce em...

. Geopolítica: Tragédia Sír...

. Refugiados: Para onde cam...

. AS OLIGARQUIAS E O PODER ...

. A Força do “Não”

. GEOPOLÍTICA AMERICANA NAS...

. Resenha Geográfica - Kant...

. A geografia Cultural - Ol...

. Programa de Teoria da Geo...

.arquivos

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Julho 2012

. Dezembro 2009

. Fevereiro 2009

. Julho 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds